19.6.16

[Resenha] Divergente

Autor (a): Veronica Roth
Editora: Rocco
Ano: 2012
Lido em: maio de 2016
Nº de Páginas: 504
Onde Comprar: SUBMARINO

 Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

 Beatrice Prior nasceu na facção Abnegação e tem que seguir os comportamentos pré-estabelecidos por sua facção mas ela sente que não se encaixa, tanto é que vive sendo repreendida pelo irmão mais velho, Caleb. Aos 16 anos os jovens tem que passar pela Cerimônia da Escolha que é onde definiram a qual facção fará parte pelo resto da vida, poucos são aqueles que abandonam a facção na qual nasceram. Perto da data da Escolha, os jovens passam por testes mentais a fim de identificar qual facção eles possuem mais aptidão e é durante esses testes que Beatrice tem o resultado como inconclusivo, sua mente não está respondendo como o sistema espera que responda. Beatrice é uma Divergente.
 Em Divergente, somos apresentados a um mundo distópico no futuro, mais especificamente a uma Chicago futurista. Tudo foi modificado, o governo foi modificado, uma grande parte da cidade é deteriorada e os carros não é mais um veículo comum. Não sabemos em que ponto o mundo mudou em Chicago, sabemos apenas que as pessoas são divididas por facções e que cada uma delas é responsável por algo para manter o controle e paz na cidade. Isso foi algo que me intrigou bastante, me peguei fazendo perguntas constantemente e algumas delas foram respondidas durante a leitura da obra.
 Após a Cerimônia da Escolha, caso tenha mudado de facção, tem que passar a se adaptar a sua nova vida, a se vestir e agir de acordo com o seu novo lar. A sociedade pode até parecer perfeita mas na realidade não é, cada leitor vai perceber isso em algum momento da leitura.
 Beatrice foi uma personagem que me surpreendeu bastante. Esperava uma garotinha nada corajosa tentando viver numa nova realidade, testando os seus limites até desistir e tornar-se uma sem-facção (que nada mais é que os mendigos de nossa realidade), mas isso não acontece. Conhecemos uma Beatrice cabeça dura que não desiste fácil, na realidade não desisti e mesmo tendo o corpo fraco quer melhorar e provar que faz parte da facção a qual escolheu. Esse tipo de personalidade é a que eu mais acredito, amo quando uma pessoa demonstra não ter a fragilidade que todos esperam ter. Para mim, eles são os que mais instigam a leitura, queremos acompanhar as provações as quais se colocam para provar a sua não-fraqueza. Outro detalhe que é bom mencionar é o fato da personagem ser ciente que não é bonita mas que não coloca essa certeza como motivo para se autocriticar a toda hora.
 Os outros personagens tem uma construção boa, mas não profunda, eles tem a sua importância no enredo, não estão somente para encher linguiça mas senti falta de profundidade extrema, queria adentrar a mente deles a fundo.
 Os cenários são lindamente construídos, você tenta imaginar tudo como está sendo descrito. As cenas de ação são outro fator que me surpreendeu, não foram cansativas e nem muito detalhadas ao ponto de ser monótono.
 A autora Roth tem uma escrita direta e gostosa de se ler que quando você percebe já terminou o livro e fica "WTF??????", são poucos os autores que me fazem devorar 500 e poucas páginas com a sensação de ter lido 200. Definitivamente ela tem o dom da escrita.
 A tensão é um companheiro fiel em Divergente. Existem momentos arrastados, mas que logo jogam uma situação de tensão que faz o seu coração palpitar. Surpresa é o que você vai encontrar ao se aproximar do fim. Para um começo de série o livro foi excelente!
 A capa do livro não me fazia sentido, mas depois de concluir a leitura compreendi e passei a aceitar sua existência mesmo não curtindo muito ainda a cidade como plano de fundo. A edição da Rocco está linda! O livro possui páginas amareladas de letras medianas que possibilitam uma leitura rápida e fluída. Os capítulos são medianos mas que com a rapidez da leitura você termina o capítulo num dois.
 Não encontrei pontos negativos durante a leitura. Para os amantes que gostam de um bom romance numa distopia podem se decepcionar, pois esse elemento não se torna o ponto central da trama e isso foi algo que me animou muito!!!
 Recomendo de olhos fechados a leitura dessa obra. E para quem acredita que ele tem toques de Jogos Vorazes podem tirando esse pensamento da cabeça, a única semelhança é no gênero distópico ao qual as duas séries são.

Créditos da foto do post: De Livro em Livro. OBS: livro lido para o Desafio I Dare You 2.0. <ITEM DE MAIO>


LEIA OUTROS POSTS:

11 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Adorei sua resenha. Já tenho adicionado a minha lista de futuras leituras, já a algum tempo, esse livro. Gosto muito dessa série e com certeza uma leitura muito divertida e cheia de emoções. E por seus comentários tão positivos, mais ansiosa fiquei para ler. A capa está muito bonita. Obrigada. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que assisti ao filme e tive 0 vontade de ler o livro, mas agora, depois de ler a resenha, fiquei com vontade de ler até a série toda.
    Com certeza entrou na lista de livros que quero ler antes que o ano acabe.

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não vi o filme, nem li o livro. Imaginei que era só mais uma dessas "modinhas" e não me interessei, mas é a primeira vez que leio uma resenha e, puts, acho que estou perdendo algo interessante. Gostei da sua resenha e quero muito ler esse livro.

    atraentemente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Não tinha lido nem a sinopse desse livro, mas conhecia pela fama, pela sua resenha ele parece bom, interessante, vou incluí-lo na minha lista de leituras. :)

    http://www.vestigiodelivros.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Sua resenha mudou minha opinião sobre esse livro, acrescentando ele na minha lista de leituras.
    Parabéns pela resenha!!

    http://madminds.weebly.com

    ResponderExcluir
  6. Eu assisti o filme e por causa dele baixei os livros. Mas, não tive ainda a oportunidade de ler.
    Tenho certeza que vou gostar e sua resenha só corrobora isso
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oiie, tudo bom?
    Amei a resenha, quero muito ler o livro, mas infelizmente ainda não tive oportunidade, vi aos filmes e curti muito, e tenho certeza de que a leitura é bem melhor, e que bom que temos de parecido com Jogos vorazes somente o gênero, e é logico que quero ver como a autora construiu toda trama, não somente a limitação que temos ao ver o filme.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  8. oi ^^
    eu sou doida pra ler essa série, mas até agora não tive oportunidade. ganhei numa promoção insurgente, mas não adquiri os outros livros ainda.
    gostei da resenha, espero gostar tbm da leitura quando for ler!

    ResponderExcluir
  9. Confesso que assisti o filme,mas não li o livro.
    Assim que esse livro surgiu,e li em vários blogs sobre a série,fiquei bastante interessada.
    Mas depois compreendi que não era muito a minha praia.
    Acho que fiquei curiosa pelo tanto que falavam sobre a história.
    Talvez um dia eu leia,mas não é uma prioridade.

    ResponderExcluir
  10. Amo distopias e sei que vou gostar muito dessa, até porque não foca em romances e tem bastante ação e surpresas. E ainda tem o fato de o livro ter uma protagonista feminina e forte, o que geralmente não acontece. Só assisti o primeiro filme e, infelizmente, já sei como acaba a trilogia.

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Li divergente a um tempo e gostei muito dessa historia, uma das coisas que mais me chamaram atenção foi esse mundo criado pela autora que é fascinante, também gostei dos personagens mas também concordo que muitos não foram desenvolvidos tanto pela historia não focar neles e realmente e uma leitura bem envolvente que quando terminamos nem percebemos !!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário, sua opinião é muito importante para deixar o blog na ativa! :D
Não precisa deixar o link do seu blog, caso tenha, pois farei questão de retribuir a visita.
Boa leitura!