2.4.16

[Resenha] Crônicas de Myríade - Línguas de Fogo


Autor (a): Karen Soarele
Editora: Cubo Mágico
Ano: 2012
Lido em: março de 2016
Nº de Páginas: 216
Onde Comprar: Crônicas de Myríade

 Aisling é uma jovem camponesa que vive numa área remota de Vulcannus, o reino mais poderoso de Myríade.
 Entretanto, um acontecimento vem para mudar completamente sua vida: seu melhor amigo, Dharon, é ferido em batalha enquanto tentava protegê-la, e a única chance que ela tem de salvá-lo é deixar para trás tudo o que conhece e atravessar a fronteira até o território inimigo, onde pode encontrar o antídoto para o veneno que o consome.
 Em sua jornada, Aisling se defrontará com diversos perigos, descobrirá que toda história possui mais de um ponto de vista e aprenderá que nas amizades verdadeiras está a força para seguir pelo caminho correto.

 O livro já começa com Aisling sendo acordada por sua avó que lhe faz se vestir e sair da casa aos trancos e barrancos. O seu vilarejo, Sollace, está sendo consumido por labaredas altas. Todos ao redor estão fugindo ou tentando salvar o que conseguem. Isso por si só já é apavorante, mas o que assusta extremamente a jovem Aisling é ver o responsável pelo incêndio: uma salamandra.
 Esse ser maligno raramente aparecia em algum território e vê-lo em Sollace era algo completamente inesperado. Mas o seu rastro de destruição é interceptado quando Dharon, amigo próximo de Aisling, chama sua atenção. Logo, a salamandra e Dharon estão travando uma batalha que é completamente desvantajosa para o humano. Infelizmente, Dharon é ferido pelo demônio. E num momento onde tudo já estava ao favor da salamandra a avó de Aisling intervém e passa a enfrentar a criatura dando tempo para a neta e o amigo ferido fugirem, mas não sem antes lhe dar uma localização para Dharon ser curado. A partir desse ponto passamos a acompanhar a jornada de Asling em busca da cura da ferida do amigo.
 Sollace era o vilarejo que Aisling vivia localizado em Vulcannus, reino mais poderoso de Myríade. Ele é governado por pessoas que tem o poder do fogo. Mas a nossa protagonista tem que adentrar um território inimigo em busca da cura contra o veneno da salamandra. O território inimigo é o reino de Hynneldor onde o poder da pessoas é o ar. Mas a jornada não é fácil e nossa protagonista se torna inimiga de mulher da espécie extremamente poderosa de Vulcannus: os pistiros.
 O caminho até Hynneldor é regado a descasos infelizes e quando a esperança parece se esvair Aisling terá que fazer uma escolha.
 Os personagens não relativamente bem construídos, revelando-nos detalhes satisfatórios para criarmos opinião formada do caráter de cada um.
 Fui bombardeado de surpresas durante a leitura da obra e isso me animou bastante. Comecei a leitura sentindo que Asling não era uma simples camponesa e terminei ansioso pelo enredo dos próximos livros da série.
 A pistiro que fica interessada em Aisling se chama Kendra e fiquei bastante surpreso ao ver que a autora deu-lhe destaque através de capítulos integrais. Kendra com certeza no futuro deverá trazer grandes problemas.


 O enredo não é limitado somente na busca da cura do veneno da salamandra. Não! Somos apresentados a um reino, Vulcannus, que busca destruir seus inimigos dentro de um reino aliado para continuar no topo do poder. A autora foi extremamente feliz ao criar esse pano de fundo, pois tudo acaba sendo interligado graças a presença de Kendra. Conclui a leitura tendo Kendra como personagem favorita e olha que ela é um ser que transborda maldade!
 Uma lenda criada em Hynneldor envolvendo lobos me encantou bastante. Tinha que confessar isso.
 Estou bastante ansioso para ler a continuação da série. O final deixou bem claro isso.

 O trabalho editorial com a obra é lindo demais!
 A capa é extremamente fofa. A fonte das letras é grande, possibilitando uma leitura rápida, mas as folhas infelizmente são brancas. Isso é um incomodo para muitos leitores.
 O único ponto negativo que encontrei na ediçaõ foi no começo do capítulo 10 onde uma simples troca de palavra me incomodou bastante. Fora isso não tenho do que reclamar do livro.

 Para quem procura um enredo rico em mistérios e cenas de guerra, LÍNGUAS DE FOGO é a minha recomendação nacional. :D

Créditos da foto do post: Entre Dimensões.


LEIA OUTROS POSTS:

3 comentários:

  1. Oi, Bruno!

    Fiquei super contente com a sua energia nessa resenha! :D É engraçado saber que a sua personagem favorita ficou sendo a Kedra. Geralmente, o pessoal prefere o Desmond, haha. Bom, os dois recebem um cuidado especial no segundo livro, Tempestade de Areia. E, a propósito... a pedido dos leitores, o segundo foi publicado com folhas amarelinhas.

    Se você gostou da lenda dos lobos, vai curtir bastante um dos spin-offs da série, A Canção das Estrelas. É claro que os lobos voltam a aparecer na série, mas o spin-off conta a história de ANTES.

    Valeu pela resenha!
    Karen Soarele

    ResponderExcluir
  2. Nossa, como sempre sua resenha está incrível!! Adoro este tipo de livro, e sua resenha me fez me interessar muito em ler este livro. Certamente foi adicionado na minha lista de leituras :D

    http://madminds.weebly.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Vi que gostou mesmo do livro. A resenha me fez ficar interessada até descobrir que é série, tenho "paura" de série, odeio esperar, pq às vezes demora tanto pra sair os seguintes que qdo chegam temos que ler novamente, principalmente se formos resenhar.
    Mas se tem todos aí é festa! Adorei.bjs

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário, sua opinião é muito importante para deixar o blog na ativa! :D
Não precisa deixar o link do seu blog, caso tenha, pois farei questão de retribuir a visita.
Boa leitura!