6.3.17

[Resenha] Águia Assassina


Autor (a): Warley Torres
Editora: Selo Jovem
Ano: 2014
Lido em:  fevereiro de 2017
Nº de Páginas: 284
Onde Comprar: Selo Jovem
Livro recebido em parceria com o autor

 Poderia o símbolo da maior potência mundial voltar-se contra seu país, ameaçando a segurança, colocando a vida de inocentes em risco e levando Nova Iorque ao caos?
 A resposta é sim.
 É o que descobre um grupo de turistas, liderado por Diana Campbell e pelo piloto James Mason, ao embarcar para uma ilha misteriosa. Das estranhas da mata, surge a águia assassina. Gigante, feroz e destrutiva, com garras vorazes e mortais, ela provará que a maior nação do planeta não é tão imbatível quanto parece.
 Agora, os jovens Hilary, Ygor e Patrick, aliados a George Parkman, o mais corajoso e renomado delegado americano, terão de lutar contra o tempo para impedirem que seus parentes, amigos e toda a população do país não sejam dizimados da Terra pelas presas da terrível e tão inacreditável criatura.

 ÁGUIA ASSASSINA conta a história de um ser que ninguém sabe de onde e nem para que surgiu. Logo de cara temos um deslumbre de quem deveria ser o seu criador, mas a águia o destruiu.
 A cadeia alimentar animal é bem clara, mas a Águia Assassina a quebra pois ela se alimenta tanto de animais como também de humanos e esse é um dos questionamentos do porquê essa águia é assim fora o seu tamanho colossal que lembra muito aqueles seres icônicos do cinema como King Kong e Godzilla, e para completar o cenário terrível ela tem garras enormes e afiadas que dilaceram qualquer carne sem obstáculos!
Foto: Bruno Marukesu
 Ygor mora em Nova York e é o protagonista da obra, de cara senti antipatia pelo jovem pois o mesmo se recusa a viajar com a mãe para poder estar na festa de uma guria chamada Hilary que nunca teve contato mas que alimenta um crush, de mulherengo o mundo tem horrores e dificilmente acho um que me convença de que mudou.
 Enquanto sua mãe faz uma viagem - sem volta - à trabalho ele aproveita para ir ao aniversário de quinze anos da Hilary e lá tem uma revelação de que ela é a mulher da sua vida. Todo o cenário se torna fantasioso demais com um romance surgindo rápido e atropelando qualquer toque de realismo até que uma águia gigantesca aparece e vai dilacerando tudo que tem vida, mas o foco parece ser Ygor e Hilary que por uma magia do destino conseguem sobreviver ao ataque fulminante da águia.
 A partir desse momento eles estão na mira do ser carnívoro e sedento por sangue.
Foto: Bruno Marukesu
 No decorrer de todo o enredo vemos a Águia Assassina perseguindo insanamente os dois personagens sem motivo aparente e quando acreditei que esse fosse o grande furo do livro o autor Warley soube fechar essa lacuna nos últimos capítulos com um clímax de tirar o fôlego chegando até ao ponto de estar na mente da Águia! 😍
 Trazendo referências aos filmes antigos de criaturas gigantesca que tanto trouxeram medo para as pessoas com os seus tamanhos inimagináveis e crueldade sanguinária, Warley Torres criou um vilão que parece não ter fraquezas e isso por si só é tão agonizante ao ponto de ficarmos a todo momento torcendo para os personagens destruírem a Águia.
 Os pontos negativos da obra se apresentam na construção de certos diálogos clichês que não trazem o toque real das situações, romance abrupto e idealizado demais, e a discussão desnecessária se a Águia é um falcão ou águia-americana.
Foto: Bruno Marukesu
 Durante o enredo se tem a palavra Avatar que me causou estranhamento por logo me remeter ao filme mundialmente aclamado de James Cameron, mas em conversa com o autor e pesquisando descobri que no enredo os avatares são referentes aos seres supremos na religião hindu que assumiam a forma de animais quando encarnavam no plano material.
 Como um todo, gostei bastante da obra mesmo havendo grandes pontos negativos que o autor precisa trabalhar na sequência, isso se refletiu pelo fato deu devorar a obra em somente UM dia de leitura.
Foto: Bruno Marukesu
 De escrita simples e fluida, a obra possuí letras grandes e espaçamento largo nas margens, possibilitando uma leitura rápida principalmente pelo fato das páginas serem amareladas. A capa transmite um poder e altivez para o vilão da história.
 Recomendo a leitura para todos aqueles que sentiram medo na infância dos seres gigantes do cinema, que temeram ser devorados pelas presas do Godzilla e dos dinossauros de Jurassic Park.

OBS: livro lido para o Desafio I Dare You 2017. <ITEM DE FEVEREIRO>

LEIA OUTROS POSTS:

16 comentários:

  1. Olá, como vai?
    Nunca tinha visto esse livro, mas gostei demais da sua resenha e me interessei por ele.
    A história é muito diferente, eu acho que livros sem clichês não existe, alguns clichês são até bons.
    Eu acho a ideia de uma águia destruidora o máximo.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olha,
    se não fosse tua resenha, não daria muito pelo livro, a águia é um animal totêmico, ou seja, um animal de poder do índios norte americanos, a considerar que os EUA é feito sobre sangue indígena, faz bastante sentido, lógico que não li o livro, são divagações por parte da leitura da resenha, não tive como não fazer essas ligações.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não conhecia esse livro e autor, realmente a capa está belíssima. Porém a temática não é muito o gênero que costumo ler então pouco me atraí, mas a sua resenha é muito boa. Bom saber que a leitura é fácil e que pra vc funcionou.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruno, não conhecia o livro, e apesar dos pontos negativos que você levantou, não vejo motivos para não ler. Que desespero deve dar em ver um bicho deste vindo para cima de você.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca tinha ouvido falar dessa obra ou até mesmo do autor, mas fiquei bem curiosa em relação a essa águia sobrenatural.
    Sei que os pontos negativos poderiam me fazer desistir da leitura, mas mesmo assim quero arriscar.

    ResponderExcluir
  6. Olá Bruno, tudo bem?
    Pela sua resenha deu para notar que apesar de ter gostado do livro você tem algumas ressalvas. Confesso que a obra me chamou muito a atenção. O enredo,a premissa, a capa e a sinopse.
    Parabéns ao autor, espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Desde que eu vi o lançamento desse livro eu não me interessei por ele. Eu gostei da sua resenha e da sua sinceridade, achei os pontos negativos que você mencionou muito válidos.

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    História com animais assassinos e tal eu nunca gostei.
    Achei bem legal ter referências na história, mas não leria o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Que premissa interessante né? Achei bem dahora essa coisa de águia assassina, fiquei curiosa sobre o porquê de sua existência e o que a fez com que os protagonistas escapassem de suas garras haha. Não curto livros onde tudo acontece rapidamente e da a sensação de falso, mas fiquei bem curiosa com a premissa desse livro e anotei a dica. Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Achei esse livro muito insano hahaha Mas achei também, ao mesmo tempo, muito interessante o autor nos dar a oportunidade de estar dentro da mente da águia e saber seus pensamentos, então acredito que valeria a pena a leitura só por causa disso.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Nossa essa história é bem fantasiosa, partindo muito pro não crível. Essa questão dos pontos negativos, também são pontos que me incomodam e muito, principalmente a parte de romance abrupto. Vou esperar mais um pouco, porque vi que é série, para realmente decidir se lerei ou não. Mas isso não tira seu mérito da resenha <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oiii Bruno, tudo bem?
    Que livro diferente é esse guri, eu não sou tão chegada nesse gênero, mas neste livro eu abro uma exceção, achei a edição um luxo e o enredo convincente.
    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Oi Bruno.
    Adorei sua resenha, não costumo ler muitos livros assim com mais ação, gosto bastante do gênero, mas acabo focando mais no romance. Mas amei a indicação e vou procurar ler.

    ResponderExcluir
  14. Oi.

    Já tinha visto este livro em algum lugar, mas não estou me lembrando agora onde foi. Enfim... apesar de parecer ser bem interessante, ainda não fiquei com vontade de lê-lo. Vou mais uma vez passar a dica.

    ResponderExcluir
  15. Olá, tenho a impressão de já ter trombado com essa obra em algum blog. Adorei a resenha, ficou ótima, parabéns! Só não sei se essa seria uma boa leitura para mim nesse momento.

    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Muito legal sua resenha. A história parece boa!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pelo seu comentário, sua opinião é muito importante para deixar o blog na ativa! :D
Não precisa deixar o link do seu blog, caso tenha, pois farei questão de retribuir a visita.
Boa leitura!